Performance poética ‘EU SONHO CONTIGO NO EXÍLIO’ reúne poemas e fotografias entre os dias 21 e 24 de abril

Apresentações serão realizadas de forma gratuita, sempre às 20h, na Itajaí Criativa – Residência Artística

Poemas e fotografias feitos por brasileiros que viveram no Japão e nos Estados Unidos compõem a performance poética ‘Eu sonho contigo no exílio’.

foto by Fernando Phillipi

O evento possui ENTRADA GRATUIA e será realizado nos dias 21, 22, 23 e 24 de abril (quinta, sexta, sábado e domingo), sempre às 20h, na Itajaí Criativa – Residência Artística. Os ingressos serão distribuídos com 30 minutos de antecedência no local da apresentação (que conta com capacidade de público limitada). Com duração de 40min, a classificação indicativa da performance é para pessoas de 14 anos ou mais.

‘Eu sonho contigo no exílio’ é composta por poemas de Antonio Floriano, escritos quando ele morou no Japão (entre 1992 e 1996) e que integram o livro “Cadernos do Japão” lançado em 1999, editado por Massao Uohno.

Os poemas irão dialogar com fotos do fotógrafo Fernando Philipi (atualmente morando nos Estados Unidos), através de projeções em vídeo. Já a interpretação da performance será realizada por Denise da Luz, com trilha sonora de Hedra Rockenbach e direção artística de Max Reinert.

Com o objetivo de tornar as apresentações mais acessíveis, haverá intérprete de libras em dois dias do evento (21 de abril, quinta-feira, e 24 de abril, domingo). 

Além da performance, também haverá roda de conversa com Antonio Floriano após cada apresentação. O poeta catarinense irá falar sobre sua trajetória na literatura e sua experiência no Japão que resultou no livro “Cadernos do Japão” e também inspirou a performance ‘Eu sonho contigo no exílio’.

Segundo Floriano:

“A pandemia reacendeu o sentimento do exílio e quando viajei à Lisboa em outubro de 2021 para lançar o livro “Post Provisório”. Senti esse sentimento vivo nos amigos, que de certa forma, estão exilados economicamente. O Fernando também vive em San Diego nos EUA. Então juntamos todo esse sentimento, da pandemia, dos exilados em outros países para compor esse novo trabalho”

Ainda neste ano, os poemas e fotografias dos autores serão publicados em um livro, também intitulado ‘Eu sonho contigo no exílio’.

As apresentações da performance poética fazem integram um projeto selecionado pelo Edital Aldir Blanc 2021 e executado com recursos do Governo Federal e Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural, por meio da Fundação Catarinense de Cultura (FCC).

foto by Fernando Phillipi

Sinopse:

Performance com poemas de Antonio Floriano no período em que morou no Japão entre 1992 e 1996 em diálogo com imagens do fotógrafo Fernando Phillipi que atualmente vive nos Estados Unidos, abordando questões diversas sobre a condição de ser estrangeiro.

Classificação indicativa: 14 anos

Ficha Técnica:
Poemas de Antonio Floriano
Imagens de Fernando Phillipi
Dramaturgia, direção e iluminação: Max Reinert
Atuação, figurino e produção: Denise da Luz
Ambientação sonora: Hedra Rockenbach

Serviço:

O quê: Performance poética ‘Eu sonho contigo no exílio’
Quando: 21, 22, 23 e 24 de abril (quinta, sexta, sábado e domingo)
Onde: Itajaí Criativa – Residência Artística (Rua Dr. Pedro Ferreira, 222, Centro – Itajaí/SC) 
Horário: 20h
Entrada gratuita: Ingressos serão distribuídos com 30 minutos de antecedência no local do evento. O espaço conta com capacidade de público limitada.
Mais informações no Fone/WhatsApp: (47) 99990-1516, falar com Denise

foto by Fernando Phillipi

Sobre Antonio Carlos Floriano:

Antonio Carlos Floriano, natural de Itajaí, é um reconhecido poeta catarinense.

Em 1989, lançou seu primeiro livro de poemas chamado “Celacanto” em parceria com o falecido poeta também itajaiense, Bento Nascimento.

Depois de viver por quatro anos no Japão, publicou o livro “Cadernos do Japão” com o icônico editor Massao Ohno de São Paulo. Publicou ainda “Poesia”, a segunda edição do “Celacanto” e, finalmente, o livro “Post Provisório” pela Editora Espelho D’alma de São Paulo. Publicou ainda três livros para crianças: “Um cavalo para Eduardo”, “Vento no Cata-vento” e “Criança de todas as cores”, todos por editoras de São Paulo. “Um cavalo para Eduardo” foi selecionado no PNLD de 2018, e espalhado para milhares de crianças em todo o Brasil.

Além disso, Antonio Carlos Floriano criou o site “Poetas no Singular” com mais nove poetas catarinenses e sua poesia está em diversos sites de literatura como: “Germina Literatura”, “Poesia Primata” e “Ruído Manifesto”.  É também um dos poetas catarinenses escolhidos da antologia “Moradas de Orfeu”.

Estreia presencial do espetáculo ‘AMAR É CRIME’ será finalmente realizada na Itajaí Criativa – residência artística

Pela primeira vez, o público poderá assistir à peça teatral de forma presencial entre 9 e 12 de abril, sempre às 20h. A entrada para a apresentação será gratuita.

Depois de dois anos de espera, finalmente a estreia presencial de ‘Amar é Crime’ será realizada entre 9 e 12 de abril, sempre às 20h, na Itajaí Criativa – Residência Artística (R. Dr. Pedro Ferreira, 222, Centro, Itajaí/SC). O espetáculo começou a ser idealizado em 2018. Inicialmente pensado para o formato presencial, ele precisou ser adaptado para o formato virtual devido à pandemia de Covid-19. A versão online estreou em novembro de 2020, no YouTube. Passados quase dois anos, ele chega ao público em sua versão original, apostando na relação intimista com o público presente e super próximo do ator.

O espetáculo ‘Amar é Crime’ traz a performance de um ator (Jônata Gonçalves) que convida o público a entrar no seu reduto imaginário: o camarim. É neste ambiente que o ator utilizará de alguns textos do escritor pernambucano Marcelino Freire para experienciar diferentes corpos e rompantes de desejo. Após cada apresentação ainda haverá roda de conversa entre artistas e público presente para falar sobre o processo de montagem, abrindo também para impressões e curiosidades da plateia.

Com sessões de 45 minutos, as apresentações objetivam ser mais acessíveis e, nos dias 9 e 10, contarão com interpretação em libras. A entrada é gratuita e os ingressos serão distribuídos no local do evento com 1h de antecedência. Lembrando que ‘Amar é Crime’ conta com classificação indicativa para 18 anos.

Jônata Gonçalves explica que o espetáculo não é somente um resultado de inquietações artísticas. Ao me deparar com o texto de Marcelino Freire, percebei que é também a possibilidade de abrir um lugar de diálogo entre mim e o público, para que, através das histórias que a peça apresenta, possamos experenciar formas de amar que muitas vezes são negligenciadas, invisibilizadas ou mesmo reprimidas. Além disso, poder finalmente estrear presencialmente este espetáculo é também uma ação de resistência artística de todo um coletivo de profissionais que foram muito prejudicados durante a pandemia e finalmente estão podendo retornar aos palcos que pertencem.”

foto by Leonam Nagel

Importante destacar que o espaço em que ocorrerá a apresentação conta com número de público limitado e é recomendado o uso de máscara no local. Amar é Crime é um projeto selecionado pelo Edital Aldir Blanc 2021 e executado com recursos do Governo Federal e Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural, por meio da Fundação Catarinense de Cultura (FCC).

SINOPSE

‘Amar é Crime’ é antes de tudo, um convite ao público para ocupar um lugar de escuta e cumplicidade. Dentro do camarim, lugar ritualístico, de transição entre o real e a ficção, um ator nos traz uma série de histórias em que o amor flerta com seu reverso: a dor, a morte, o mal. Componentes presentes nos contos de Marcelino Freire, um dos mais celebrados escritores contemporâneos, que coloca no centro de sua literatura um desfile de personagens marginalizados, invisíveis em nossa sociedade.

CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: 18 anos.

FICHA TÉCNICA:
Criado a partir da obra de Marcelino Freire
Dramaturgia e Direção: Max Reinert
Atuação: Jônata Gonçalves
Direção de ator e Figurino: Denise da Luz
Cenário e Design Gráfico: Daniel Olivetto
Ambientação sonora: Hedra Rockenbach
Voz em off adicional: Denise da Luz
Operação técnica: Leandro Cardoso
Costureira: Lelia Machado de Melo
Cenotécnico: Valdeci Hilbert
Asses. de Comunicação: Camila Gonçalves
Foto: Leonam Nagel
Tradutora de libras: Camila Francisco

SERVIÇO:

O quê: Estreia de ‘Amar é Crime’
Duração: 45 minutos
Quando: 09, 10, 11 e 12 de abril(sábado, domingo, segunda, terça)
Horário: 20h
Onde: Itajaí Criativa – Residência Artística (R. Dr. Pedro Ferreira, 222, Centro, Itajaí/SC)
Mais informações pelo telefone/WhatsApp: (47) 99990-1516 (falar com Denise)
Atenção: o espaço conta com número de público limitado e é recomendado o uso de máscara no local de apresentação.

foto by Leonam Nagel

Incertezas e reencontros marcam a volta aos palcos do projeto “ensaio para algo que não sabemos”

Itajaí e Florianópolis entram para a agenda de apresentações do espetáculo “Protótipo 2 – encher-se de buracos” no mês de abril. A entrada é franca

foto by Bolívar Alencastro

De incertezas a vida está cheia. Ainda bem. Das camadas que cobrem a pele, por proteção ou especulação, o corpo busca as brechas, as frestas, como poros. Furar os mantos imaculados, deslocar o tecido que reveste, às vezes paralisa na forma, outras dá margem às dobras. Tudo e nada é possível o tempo todo. Tudo e nada está em jogo o tempo todo. O que é tudo, o que é nada. Na verdade, não importa a resposta. 

Incerteza é o dispositivo primordial desse trabalho, que ganha corporeidade na relação de interação entre duas artistas, que sobem ao palco como ato de coragem e mistério. Contraem-se, expandem-se como o mover do sentir. Não há lógica, e sim profundidade não estacionada na clareza da mente. É experiência, muito além da técnica. Contrário à relação de poder, na direção do improviso. Não conforto, e sim impulsionamento. Sobrevivência ou simplesmente vivência. Como é ficar presente para o instintivo?

O projeto “ensaio para algo que não sabemos” foi criado por Dani Alves e Karina Collaço, na ativa como laboratório de dança e pesquisa desde 2016, que mergulha a fundo distante da superfície. A performance volta aos palcos físicos após período de confinamento, só que com outra formação corporal. 

Dani Alves dedica tempo aos estudos de mestrado, e quem assume a dramaturgia – sem substituição criativa -, com todo protagonismo que o corpo/história carrega é Monica Siedler. As quatro apresentações do espetáculo “Protótipo 2 – encher-se de buracos”  estão confirmadas para o mês de abril em duas cidades.

Itajaí abre a programação nos dias 07 e 08 de abril, no Itajaí Criativa – residência artística e Florianópolis em 12 e 13 de abril, no SESC Prainha, sempre às 20h. Os ingressos são gratuitos e limitados, e serão distribuídos uma hora antes das exibições.

Conexão virtuosa

O nome de Monica Siedler para esta exibição do protótipo não apareceu à toa. A bailarina Karina Collaço nutre uma admiração pela artista há anos corridos, e trabalhou com sua irmã Elke Siedler em uma companhia de dança contemporânea em Florianópolis. Monica sempre circulava com interesse pela cena da dança.

“O primeiro nome que veio foi o da Mônica, pois ela tem uma estrada no campo do teatro como atriz, mas sempre bebeu da dança. Sempre passeou por esse universo. Temos uma ligação de admiração, e a aceitação por parte dela foi imediata”, conta Karina. 

Os ensaios começaram com a virada do ano, em praças abertas. Depois, do jeito que dava, ainda com o agravante da pandemia e confinamento, passou para garagem, também uma sala 3x3m2 na casa de Mônica. A dupla foi abraçando as incertezas espaciais como parte do trabalho.

A flexibilização da materialidade sustenta os pés no chão. Essa é a única certeza, por enquanto, assumida. Os cadernos de  anotações, repletos de pesquisas, foram revisitados. Assim como o figurino e a parte luminotécnica, que devem mudar nesta outra versão. Pois a realidade é apenas possibilidade de elaboração.

“Não há problema algum em reordenar os caminhos deste trabalho. Estou em contato com outra artista, a cena que vamos atuar irá mudar, de uma Casa de Cultura para um teatro. Iniciamos a pesquisa numa caixa preta e assim o trabalho assume essa vulnerabilidade. O projeto respeita o estado de flexibilidade, de transformação, de incertezas, esse lugar, essa metamorfose que a gente vai transformando e ganhando camadas a cada corpo que chega. Então é isso. Dividir esse momento com a Monica é estar numa outra situação em palco, em cena, trocando essa energia com o público. Sentir sensorial e sensitivo. Estamos na expectativa de viver e se entregar para essa experiência e poder sobretudo se divertir, acalmar os corações”, comenta Karina. 

Monica foi apresentada aos materiais tratados como dispositivos na performance. As intérpretes tiveram um momento de reconhecimento, percepção e relação sempre amparadas pelos apetrechos, espaço e conexão entre os corpos. 

Tem coisas na performance que são preposições já resolvidas, mas não se trata de uma coreografia. Eu não estou substituindo uma bailarina, mas entrando na performance  e o trabalho se modifica a partir de como me relaciono com esses objetos, na singularidade. Os sentidos vão se modificando, criando formas diferentes, transformando as relações. As simbologias e sentidos do fazer. Depois de um tempo de confinamento, os deslocamentos reduziram. Se engajar novamente no espaço acaba sendo um voltar para mim mesma. Um corpo presença“, compartilha Monica.

O Projeto selecionado pelo Edital Aldir Blanc 2021 – executado com recursos do Governo Federal e Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural por meio da Fundação Catarinense de Cultura. A organização do espetáculo recomenda o uso de máscara. 

FICHA TÉCNICA

Concepção, Criação e Direção – Daniela Alves e Karina Collaço
Intérpretes-criadoras – Karina Collaço e Monica Siedler
Interlocução Dramatúrgica – Paloma Bianchi
Colaboração Artística – Tuca Pinheiro e Hedra Rockenbach
Iluminação – Ivo Godois 
Operação de Luz – Ivo Godois e Cleber Fiorio Castellar
Composição Sonora – Chico Martins e Wilson Souza
Figurino – Alice Assal
Fotografia e Arte Gráfica – Bolívar Alencastro
Assessoria de Imprensa – Luciana de Moraes
Coordenação e Produção – Karina Collaço

APOIADORES

Casa Ventana
Sesc Prainha – Florianópolis/SC
Itajaí Criativa – Residência Artística

Inscrições abertas para os cursos de teatro do projeto Arte nos Bairros

Em 2021, as atividades do programa Arte nos Bairros acontecem de forma híbrida, por meio de oficinas gratuitas presenciais e aulas remotas. O projeto da Prefeitura de Itajaí e da Fundação Cultural de Itajaí foi reativado em 2017, é referência em gestão pública e já contemplou mais de 5 mil pessoas. Neste ano, a iniciativa contará com mais de 70 profissionais na condução das aulas nas mais variadas linguagens artísticas.

A “Itajaí Criativa – residência artística” foi selecionada através de edital para oferecer 06 (seis) turmas de CURSO DE TEATRO, ministradas por Denise da Luz e Max Reinert, oferecendo aproximadamente 100 vagas, que serão preenchidas por ordem de inscrição.

As aulas iniciam a partir do dia 01 de junho, de forma remota, através de vídeo conferência (cujos links serão enviados para os participantes) e, se possível, serão realizadas de maneira presencial a partir do segundo semestre.

Para realizar sua inscrição, os interessados devem acessar o formulário e preencher as informações solicitadas. Caso as vagas forem preenchidas, será aberta uma lista de espera para o caso de desistência.

As turmas serão as seguintes:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é arte-nos-bairros-divulgacao-2021-Adolescentes-REVISADA-820x1024.png

Curso de Teatro para Adolescentes
O curso pretende abordar princípios do fazer teatral, no sentido de oferecer aos participantes ferramentas que permitam ampliar sua capacidade de expressão e comunicação, partindo do estudo de diversos textos da literatura e dramaturgia brasileira e jogos de improviso para criação de material artístico.

Público-alvo:
Pessoas de 13 a 17 anos

Duração:
De junho a dezembro (01 aula por semana)
Duas turmas:
Terças – das 15h às 17h – com Max Reinert
ou Quartas – das 15h às 17h – com Denise da Luz

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é arte-nos-bairros-divulgacao-2021-Denise-da-Luz-Adultos-REVISADA-820x1024.png

Curso de Teatro para Mulheres
O curso pretende abordar princípios do fazer teatral, no sentido de oferecer às participantes ferramentas que permitam ampliar sua capacidade de expressão e comunicação, partindo do estudo de autoras mulheres, de questões das próprias participantes e jogos de improviso para criação de material artístico.

Público-alvo:
Mulheres a partir de 18 anos

Duração:
De junho a dezembro (01 aula por semana)
Duas turmas:
Quartas ou Quintas – das 19h às 21h – com Denise da Luz

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é arte-nos-bairros-divulgacao-2021-Max-Reinert-Adultos-REVISADA-820x1024.png

Curso de Teatro para Adultos
O curso pretende abordar princípios do fazer teatral, no sentido de oferecer aos participantes ferramentas que permitam ampliar sua capacidade de expressão e comunicação, focando principalmente na questão da construção dramatúrgica e jogos de improviso para elaboração de material artístico.

Público alvo:
Pessoas a partir de 18 anos

Duração:
de junho a dezembro (01 aula por semana)
Duas turmas:
Terças – das 19h às 21h ou Sábados – das 15h às 17h – com Max Reinert

Sobre os ministrantes:

Denise da Luz é atriz, produtora e professora de teatro há mais de 30 anos, integrante da Téspis Cia de Teatro e gestora da Itajaí Criativa. Já participou da montagem de mais de 20 peças de teatro, tendo levado seus espetáculos à vários estados do Brasil, além de países como Argentina, Uruguai, Venezuela, Paraguai e Portugal.

Max Reinert é professor, dramaturgo e diretor de teatro há 28 anos, integrante da Téspis Cia de Teatro e gestor da Itajaí Criativa. Já escreveu cerca de 10 peças de teatro e levou seus espetáculos à vários estados do Brasil, além de países como Argentina, Uruguai, Venezuela, Paraguai e Portugal.

*** A lista completa e atualizada dos cursos, professores e polos está disponível no site da Fundação Cultural de Itajaí, em Editais, Resultados 2021.

Curta metragem “Matador de Cachorro” será lançado no final de abril

Produção realizada por grupo de artistas itajaienses terá uma única exibição ao público antes de tentar carreira em festivais

Leonam Nagel é o protagonista do curta metragem itajaiense

A Itajaí Criativa – residência artística realiza, no dia 28 de abril (quarta feira) – 21h, a pré-estreia do curta metragem de ficção “Matador de Cachorro”. Gravado durante a pandemia com recursos advindos do edital 011/2020 – Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural, através da Fundação Cultural de Itajaí, contou com a participação de uma equipe de artistas e técnicos de Itajaí.

Com roteiro de Antonio Floriano e estreia na direção de curtas metragens de Max Reinert, o filme conta a história de Leon, atormentado diariamente pelo latido intermitente do cachorro do vizinho. O stress provocado pelos latidos sem fim do animal leva Leon à ideia de matar o cachorro. Entre ele e o cachorro, porém, está dono do cachorro, que tem a fama na vizinhança de um cara mau, inclusive tendo matado um cara na balada. O périplo enfrentado por Leon nos dias seguintes termina de maneira surpreendente.

Leonam Nagel e Sabrina Francez em cena de “Matador de Cachorro”

Tendo Leonam Nagel como protagonista o curta conta ainda com Sabrina Francez, como sua namorada e Lourenço Julião Cardoso Jr como o vizinho antagonista. O elenco se completa com a atuação de Denise da Luz e dos atores Cidval Batista Jr e Leandro Cardoso e a participação da cachorra Dora.  Denise assina ainda o figurino e Leonam a montagem e edição do trabalho. Lenon Cesar é o diretor de fotografia e a captação de som direto foi feita por Jão Madalena. A assistência de produção e maquiagem foi realizada por Matheus Grozewica. Já p tratamento de som e a ambientação sonora foi realizada por Hedra Rockenbarth, única artista convidada de fora da cidade.

Para o roteirista Antonio Floriano, “aos poucos Itajaí começa uma produção de cinema de ficção, aproveitando nossa vocação artística vindas do teatro, da música e da literatura. A esperança é de que em algum momento se possa ter um Fundo Municipal de Cinema para longas metragens de baixo orçamento, o que seria um passo na cadeia cultural para produtos competitivos na indústria criativa do entretenimento com a demanda cada vez mais crescente”.

A pré-estreia vai acontecer através do site Sympla, no dia 28 de abril, às 21h e contará com a participação do elenco para comemorarmos mais esta produção catarinense. A participação é GRATUITA e os ingressos já estão disponíveis.

Para auxiliar a carreira do curta em futuras participações em festivais, existe também a possibilidade de realizar contribuição espontânea no momento da retirada do ingresso.

Sabrina Francez e Leonam Nagel em cena de “Matador de Cachorro”

SERVIÇO

O quê? Pré-estreia do curta metragem “Matador de Cachorro”
Quando? Dia 28 de abril – quarta feira – 21h
Onde? No site Sympla, através de plataforma Zoom
Link? https://www.sympla.com.br/matador-de-cachorro—pre-estreia__1182726
Quanto? GRATUITO – mas você pode fazer contribuição espontânea, se puder
Informações? itajaicriativa@gmail.com
Antonio Floriano – roteirista – 47 99990 1590
Max Reinert – diretor – 48 99948 3578
Leonam Nagel – proponente do projeto – 47 99650 5678

Oficina “Cruzamentos híbridos para um teatro virtual”

Estão abertas as inscrições para a oficina gratuita “Cruzamentos híbridos para um teatro virtual“, ministrada pela Téspis Cia. de Teatro, como contrapartida aos recursos recebidos através do inciso II da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc (lei 14.017 de 29 de junho de 2020) para manutenção da Itajaí Criativa – residência artística.

Nessa oficina, a companhia parte das experiências e procedimentos desenvolvidos em suas produções para o ambiente virtual durante a pandemia, para o compartilhamento de práticas e referências, no sentido de criar ferramentas e nortear células de criação artística.

A proposta é que as pessoas participantes desenvolvam materiais criativos para o universo virtual, através de 03 eixos complementares:

  • atuação, com orientação de Denise da Luz;
  • direção e dramaturgia, sob condução de Max Reinert;
  • utilização de recursos audiovisuais, com Leonam Nagel.
    Contará ainda com o suporte de Sabrina Francez e Matheus Groszewica.

A oficina é destinada para qualquer pessoa que tenha interesse pelo teatro, maior de 18 anos e que possa comparecer aos 04 dias de realização – de 25 a 28 de março:

  • quinta e sexta – das 19h às 22h;
  • sábado e domingo – das 10h às 13h e das 15h às 18h).

As pessoas interessadas em participar devem ENVIAR EMAIL para itajaicriativa@gmail.com contendo nome completo, data de nascimento, número de CPF ou RG e número de whatsapp.

Serviço:
O quê: oficina online “cruzamentos híbridos para um teatro virtual”
Quando: dias 25, 26, 27 e 28 de março (quinta a domingo)
Horário: quinta e sexta: 19h às 22h / sábado e domingo: 10h às 13 e 15h às 18h
Onde: plataforma google meeting
Valor: gratuito
Vagas limitadas: 20
Público alvo: pessoas com ou sem experiência na área a partir de 18 anos
Ministrantes: Téspis Cia de Teatro
Informações: pelo email itajaicriativa@gmail.com ou fone/whatsapp 47-999990-1516 (com Denise)

*pessoas que frequentarem o curso inteiro receberão certificado de participação
*ação realizada como contrapartida aos recursos recebidos através do inciso II da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc (lei 14.017 de 29 de junho de 2020)

Oficina, Exposição, Cinema Catarinense e Espetáculo Teatral Ocupam Online a Itajaí Criativa

As últimas atrações do evento serão realizadas entre os dias 5 a 28 de novembro no YouTube da Téspis Cia. De Teatro

A terceira etapa da Ocupação Itajaí Criativa que, tradicionalmente, é realizada em Itajaí (SC), na Casa Almeida e Voight, está ocupando o universo online. A programação do evento está diversificada e conta com oficina, exposição, exibição de curtas metragens e espetáculo teatral. Os interessados poderão acompanhar o evento gratuitamente, de qualquer parte do Brasil, através do YouTube da Téspis Cia. de Teatro. No canal, ainda será possível acompanhar as exposições guiadas pelos artistas visuais. A programação completa está disponível no site da Itajaí Criativa – Residência Artística.  

Neste ano, o formato da Ocupação está diferente e se adequa às restrições impostas pela pandemia do coronavírus. A abertura do evento será no dia 5 de novembro com a oficina Ambientação cênico/sonora para tempos de isolamento social”, ministrada por Hedra Rockenbach, de Florianópolis (SC). A oficina seguirá até 8 de novembro e irá propor atividades que possam identificar e ampliar o trânsito entre operador e obra. As inscrições estão abertas e podem ser feitas através do e-mail: itajaicriativa@gmail.com.

Fernanda Dreger Lamas

Já no dia 16 de novembro, às 20h, tem abertura da exposição Creations of Mind, de Fernanda Dreger, artista de Balneário Camboriú (SC). A exposição ficará disponível até 15 de dezembro. Também serão exibidos, no mesmo horário, os curtas-metragens catarinenses Licença Poética e Anas, de Ilaine Melo – Joinville (SC), O Travesseiro de Penas, de Jefferson Bittencourt – Florianópolis (SC) e Cuida de Mim, de Liziane Bortolatto – Itajaí (SC). Após a exibição, os filmes ficarão disponíveis por uma semana.

Para completar a programação da Ocupação, em 27 e 28 de novembro, às 20h, será apresentada a performance de teatro Homens Pink”, com a Cia. La Vaca, de Florianópolis (SC).

Renato Turnes em cena de Homens Pink

O projeto Ocupação Itajaí Criativa – 2020 é uma realização da Téspis Cia. de Teatro, através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Prefeitura de ItajaíFundação Cultural de Itajaí, renúncia fiscal da  APM Terminals  e apoio da Procave Empreendimentos.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

O que: Oficina “Ambientação cênico/sonora para tempos de isolamento social”, com Hedra Rockenbach, de Florianópolis (SC)
Quando: 05, 06, 07 e 08/11 – de quinta a domingo (necessário comparecer aos quatro dias)
Onde: Vídeo conferência (Link enviado aos inscritos)
Quanto: Gratuito (Inscrições através do e-mail itajaicriativa@gmail.com, enviar nome completo, CPF, idade e telefone)
Sobre: É possível uma relação não hierárquica entre ambiente e obra? É possível identificar o operador como performer? É possível esse agente dialogar com a obra ajudando a construí-la? É possível criar uma fluidez entre equipamentos, operador e obra a ponto de considerá-los como uma coisa só?
Para dividir essas reflexões com profissionais que praticam a criação / operação de som e luz proponho algumas atividades que possam identificar e ampliar o trânsito entre operador e obra.

O que: Abertura da exposição: “Creations of Mind”, de Fernanda Dreger – Balneário Camboriú (SC)
Quando: 16/11 – segunda – 20h
Onde: YouTube da Téspis Cia. de Teatro
Quanto: Gratuito
Sobre: “Criações da Mente” é uma provocação, que pretende levar às pessoas cores, formas e sensações, através de um grupo de imagens, para que cada uma interaja a partir de suas próprias impressões, criando suas leituras,  narrativas  e conexões.
***A exposição ficará disponível até 15 de dezembro, em itajaicriativa.com.br.

O que: Mostra de Curtas Metragens Catarinenses
Quando: 16/11 – segunda – 20h
Onde: YouTube da Téspis Cia. de Teatro
Quanto: Gratuito
Sobre: Uma seleção de filmes em curta-metragem, selecionados através de edital, que tem em comum ter sido produzidos por artistas catarinenses. Integram a mostra Licença Poética e Anas”, de Ilaine Melo (Joinville – SC), O Travesseiro de Penas“, de Jefferson Bittencourt (Florianópolis – SC) e Cuida de Mim”, de Liziane Bortolatto.
***Após a exibição, os filmes ficarão disponíveis por uma semana para visualização.

O que: Performance de Teatro “Homens Pink”, com a Cia. La Vaca, de Florianópolis (SC)
Quando: 27 e 28/11 – sexta e sábado – 20h
Onde: YouTube da Téspis Cia. de Teatro
Quanto: Gratuito
Sobre: Tendo como disparador a tomada de consciência do artista Renato Turnes sobre a passagem do tempo e de como ela infringe gradual e compulsoriamente certa invisibilização aos homens gays. Homens Pink é criado a partir das memórias de nove homens gays idosos. Ao abordar envelhecimento e sexualidade procura mostrar a relação com o tempo através do olhar destes homens. “Sinto que existe na própria comunidade certa ausência de reverência, de memória e de respeito em relação a quem veio antes e abriu os caminhos para o pensamento identitário”, afirma Turnes.

Outubro com atrações online na Ocupação da Itajaí Criativa

Espetáculo teatral Benjamim – filho da felicidade, show musical com Vitor Soltau e exposição de Diego du Sol integram a programação

A programação da Ocupação Itajaí Criativa 2020 continua no mês de outubro. Entre os dias 15 e 24, o público poderá conferir várias atrações online através do canal do YouTube da Téspis Cia. de Teatro, tudo de forma GRATUITA. Neste ano, o formato da Ocupação, projeto da Téspis Cia. de Teatro , está diferente e se adequa às restrições impostas pela pandemia do coronavírus.

obra de Diego du Sol

Na quinta-feira, 15 de outubro, às 20h, será a abertura da exposição Occhiolism, do artista itajaiense Diego du Sol através um tour virtual pelas obras. Na sequência, o também artista de Itajaí, Vitor Soltau, apresenta-se em um show contemporâneo, com repertório variado que abraçará gêneros como MPB, hip hop e pop, acompanhado do músico Lenon Cesar.

Soltau se mostra animado com a apresentação: “Esse é um dos trabalhos mais lindos e especiais que já produzi. Tem sido uma experiência incrível produzir esse show, ele fala muito sobre mim, minhas referências e a forma como vejo o mundo. Com tudo que tem acontecido com o nosso planeta, é importante falarmos sobre afeto e humanidade. O show propõe esse diálogo.

Vitor Soltau, foto de Lenon Cesar

Já nos dias 23 e 24, o espetáculo teatral “Benjamim – filho da felicidade”, com a Cia Artística Cobaia Cênica, de Rio do Sul, marca a programação. O monólogo é uma história contada através do encontro entre ator e público, e leva à cena sentimentos e os caminhos que os misturam às transformações que passamos. O texto que origina o espetáculo foi construído a partir de vivências retiradas de um questionário respondido por pessoas de várias idades. O que os fazem felizes? Quais os momentos mais felizes das suas vidas? Como foram suas paixões? Foram algumas perguntas feitas aos entrevistados.

O ator Thiago Becker comenta que “adaptar o espetáculo para o formato virtual foi um grande desafio, principalmente porque o Benjamim é uma grande brincadeira entre ator e plateia. Sem ela o jogo não existe, então optamos em gravar o espetáculo com público reduzido, respeitando os protocolos de segurança da OMS, e incluímos câmeras como sendo o olhar dos espectadores, para quem está assistindo de casa se sentir incluído nessa experiência.

Thiago Becker em cena de Benjamim, foto de Karoline Zambon

A programação completa da Ocupação está disponível no site da Itajaí Criativa– residência artística.  O projeto Ocupação Itajaí Criativa – 2020 é uma realização da Téspis Cia. de Teatro, através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Prefeitura de ItajaíFundação Cultural de Itajaí, renúncia fiscal da APM Terminals  e apoio da Procave Empreendimentos.

Serviço:

Toda a programação será disponibilizada no Canal de YouTube da Téspis Cia. De Teatro

O que:
Abertura da Exposição: “Occhiolism”, de Diego du Sol, de Itajaí, SC
Quando: 15/10 – quinta – 20h

O que:
Show musical: Vitor Soltau, de Itajaí, SC
Quando: 15/10 – quinta – 20h

O que:
Espetáculo de Teatro: “Benjamim – filho da felicidade” com Cobaia Cênica, de Rio do Sul, SC
Quando: 23 e 24/10 – sexta e sábado – 20h

Mais informações:
www.itajaicriativa.com.br
Produção 47 9990-1516 (Denise da Luz)
Assessoria de Imprensa 47 9 96549105 (Camila Gonçalves)

Show musical, espetáculo teatral e exposição abrem a OCUPAÇÃO ITAJAÍ CRIATIVA 2020

A programação gratuita do Ocupação Itajaí Criativa 2020 inicia em 15 de setembro e será transmitida ao vivo no canal do YouTube da Téspis Cia. de Teatro

Ocupação Itajaí Criativa apresentará, através de transmissões online, uma série de atividades culturais entre setembro e dezembro deste ano. Todas serão disponibilizadas através do canal do YouTube da Téspis Cia. de Teatro (clique para se inscrever e receber as atualizações). Em formato digital nesta edição, devido a pandemia causada pelo coronavírus, as primeiras atrações do Ocupação já foram definidas e são um show de música, uma exposição e um espetáculo de teatro.

A programação inicia em 15 de setembro. Às 20h, haverá a abertura da exposição convidada “As Cores dos Barcos nas Margens do Rio Itajaí-Açú“, de Antonio Floriano. Com um celular, o artista fotografou diferentes detalhes de imagens de barcos durante sua construção ou reparo. O resultado são imagens abstratas que surgem desses enquadramentos. “A foto com telefone celular, na verdade, é a foto da atualidade, da velocidade e no caso dos barcos, da facilidade de se estar a seis metros de altura, num andaime de vinte centímetros, flexionado como numa corda bamba, para se buscar a foto, a luz, a cor. O resultado sempre me alegra, pois há uma fonte inesgotável de beleza, sobre um mesmo tema. Um mesmo corpo.É como compor uma sinfonia com apenas sete notas musicais”, conclui Floriano.

Obra de Antonio Floriano

Após a abertura, a exposição, através do tour virtual pelo espaço da Itajaí Criativa – residência artística, ficará disponível por tempo limitado no site, até 14 de outubro.

Ainda no dia 15 de setembro, haverá um show musical inédito para os internautas. Trata-se do pré-lançamento do EP “Atalaia“, com Felipey (Itajaí/SC). O músico, cantor e compositor, que é natural de São Paulo, mas vem conquistando seu espaço em solos catarinenses nos últimos anos, traz uma apresentação inspirada nas boas vibrações do litoral catarinense. No repertório, músicas de autoria do cantor e quatro faixas inéditas criadas junto do produtor musical Leandro Geum/Estúdio Discojazz.

Já nos dias 26 e 27 de setembro, às 20h, tem o espetáculo teatral Vozes Vivas – história de São João Maria, da Cia. Contacausos – Pesquisa e Narração de Histórias (Chapecó/SC), numa versão online produzida, especialmente, para o Ocupação Itajaí Criativa 2020 e que será seguida de bate papo. O espetáculo é fruto de um trabalho de pesquisa iniciado em 2008, em que narrativas orais sobre São João Maria foram compiladas em comunidades caboclas no oeste catarinense. Essas narrativas mesclam-se com a experiência afetiva da atriz Josiane Geroldi na busca pelas histórias sobre o personagem.

“A impossibilidade de seguirmos nos encontrando presencialmente tem criado vários desafios para os produtores culturais. Como ser interessante nesse período em que há tanta oferta de produções culturais online? Buscamos produzir eventos que sejam inéditos e/ou que apresentem novos formatos às produções anteriores. Dessa forma, as apresentações se tornam momentos únicos que não ficarão disponíveis depois. Ou seja, a presença no dia das apresentações é imprescindível para quem quiser viver esta experiência, comenta Max Reinert, um dos produtores que trabalha no projeto Ocupação Itajaí Criativa 2020.

A programação completa e mais informações também podem ser acessadas no site da Itajaí Criativa – residência artística. O projeto Ocupação Itajaí Criativa – 2020 é uma realização da Téspis Cia. de Teatro, através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Prefeitura de ItajaíFundação Cultural de Itajaí, renúncia fiscal da APM Terminals e apoio da Procave Empreendimentos.

Programação completa da Ocupação Itajaí Criativa 2020

A Téspis Cia. de Teatro lança a programação do projeto Ocupação Itajaí Criativa 2020, que vai trazer para o ambiente online uma série de ações de fruição e também formação para a comunidade.

Espetáculos de teatro, shows de música, exposições, oficinas de formação e exibição de curtas metragens integram a programação que uniu atrações convidadas com outras que foram selecionadas através de editais.

A maioria das ações será transmitida pelo canal do youtube da companhia (clic para acessar). As exposições virtuais ficarão disponíveis no site da Itajaí Criativa – residência artística (clic para acessar) e as oficinas serão realizadas através de plataformas de videoconferência.

As participações são todas gratuitas e as inscrições para as oficinas serão abertas em breve.


O Projeto Ocupação Itajaí Criativa – 2020 é uma realização da Téspis Cia. de Teatro​, através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Prefeitura de Itajaí, Fundação Cultural de Itajaí​, renúncia fiscal da APM Terminals e apoio da Procave Empreendimentos.

Então, coloque na sua agenda e venha dividir conosco estes momentos!

SETEMBRO
– 15/09 – terça – 20h
Abertura da exposição convidada
“As Cores dos Barcos nas Margens do Rio Itajaí-Açú” de Antônio Floriano, de Itajaí, SC
As fotos, realizadas com aparelho celular, destacam detalhes dos barcos sendo construídos e sua riqueza de cores e abstrações criadas em frequente transformação. Eternizam momentos fugazes através da captura digital dessas criaturas marítimas.
Diz, Floriano, “Faz tempo que fotografo a construção de barcos de pesca de madeira nessas duas ribeiras de Itajaí e Navegantes. Publiquei, há muito tempo, um livro das carpintarias da ribeira. Nele, a forma dos barcos, sua montagem, suas cavernas, a luz e a sombra, muito me interessavam. Por ser de família de carpinteiros, e passeando nessas margens, desde criança, a intimidade dos cheiros, dos sons, da ambiência dos estaleiros são meu conforto. O barco é um animal sem patas.”
***a exposição ficará disponível até 14 de outubro

fotografia de Antonio Floriano


– 15/09 – terça – 20h
Show musical de abertura
“Atalaia”, com Felipey, de Itajaí, SC
O repertório do show é inspirado nas boas vibrações do litoral catarinense, onde Felipey vem conquistando destaque na cena local, com apresentações que misturam estilos como rock, reggae, hiphop e MPB. Somente em 2019, encerrou o ano com mais de 120 apresentações em cidades de SC, PR e SP.
Neste pré-lançamento, Felipey mostra, entre outras músicas de sua autoria, 04 faixas inéditas criadas junto do produtor musical Leandro Geum / Estudio Discojazz.

Felipey


– 26 e 27/09 – sábado e domingo – 20h
Espetáculo de teatro
“Vozes Vivas – histórias de São João Maria”, com a Cia. Contacausos, de Chapecó, SC
São João Maria foi um monge andarilho que andou pela terra dizendo as verdades do mundo. Tudo que ele falava o povo guardou por lembrança e é uma memória viva deles. Segundo o caboclo “ no tempo d’antes só tinha São João Maria pra acreditar”. ​
O espetáculo é fruto do trabalho de pesquisa com narrativas orais compiladas em comunidades caboclas no oeste catarinense, essas narrativas mesclam-se com a experiência afetiva da atriz Josiane Geroldi na busca pelas histórias sobre este personagem.

Josiane Geroldi em cena de “Vozes Vivas – histórias de São João Maria”


OUTUBRO
– 01, 02, 03 e 04/10 – de quinta a domingo
Oficina
“Iluminação Cênica” com Flávio Andrade, de Joinville, SC
Oficina dirigida à jovens e adultos trabalhadores da cultura, para atender necessidade profissional da área de bastidores do espetáculo.
Proporcionar a aproximação com habilidades técnicas (desde o reconhecimento da estrutura elétrica até a confecção de mapas e a operação) e conhecimentos avançados na manutenção de equipamentos e criação artística para o ofício do iluminador cênico
(desde a história da iluminação no espetáculo até novas tecnologias na área), visando capacitação inicial de mão de obra para atendimento de diversificadas áreas artísticas (teatro, dança, circo, música, cinema, fotografia, arquitetura e artes visuais).
***em breve abriremos as inscrições

Flávio Andrade


– 15/10 – quinta – 20h
Abertura da Exposição
“Occhiolism”, de Diego duSol, de Itajaí, SC
“A consciência da pequenez de sua perspectiva, pela qual você não poderia tirar quaisquer conclusões significativas sobre o mundo ou o passado ou as complexidades da cultura, poque embora sua vida seja uma anedota épica e irrepetível, ela ainda tem apenas uma amostra, uma chance de faze-la e depois torna-se apenas lembranças.”
***a exposição ficará disponível até 15 de novembro

obra de Diego duSol


– 15/10 – quinta – 20h
Show musical
Vitor Soltau, de Itajaí, SC
Um show que se encontra no contemporâneo e dialoga com a nova forma de produzir música, utilizando computadores e misturando com elementos orgânicos.
Com uma estética que passa pela MPB e, vai desde o lo-fi hip hop até o pop, Vitor Soltau apresenta um show cuja proposta estética de é dialogar com o seu tempo através de canções que falam de amor, carinho e cuidado, utilizando ferramentas modernas para o diálogo.
Acompanhado do músico Lenon Cesar, o duo cria um ambiente sonoro e visual repleto de força, contemporaneidade e sensibilidade.

Vitor Soltau


– 23 e 24/10 – sexta e sábado – 20h
Espetáculo de Teatro
“Benjamim – Filho da Felicidade” com Cobaia Cênica, de Rio do Sul, SC
O espetáculo leva à cena muitos sentimentos e os caminhos que os misturam às transformações que passamos. Um monólogo composto de sonhos, desafios, objetivos e detalhes que compõem e determinam a vida. É uma história contada através do encontro entre ator e público. Uma história de encontros.
“Benjamim – filho da felicidade” vem do que é mais comum do ser humano, contar uma história. O texto é uma costura de vivências pessoais, retiradas de um questionário feito a pessoas de diversas idades. Idosos, crianças e adultos, foram perguntados: o que os fazem felizes? Quais os momentos mais felizes das suas vidas? Como foram suas paixões? E assim nasceu a dramaturgia.

Thiago Becker em cena de Benjamim – Filho da Felicidade


NOVEMBRO
– 05, 06, 07 e 08/11 – de quinta a domingo
Oficina
“Ambientação cênico/sonora ao vivo – o técnico operador como performer” com Hedra Rockenbach, de Florianópolis, SC
É possível uma relação não hierárquica entre ambiente e obra?? É possível identificar o operador como performer?? É possível esse agente dialogar com a obra ajudando a construí-la?? É possível criar uma fluidez entre equipamentos, operador e obra a ponto de considerá-los como uma coisa só??
Para dividir essas reflexões com profissionais que praticam a criação / operação de som e luz proponho algumas atividades que possam identificar e ampliar o trânsito entre operador e obra
***em breve abriremos as inscrições

Hedra Rockenbach

– 16/11 – segunda – 20h
Abertura da exposição
“Creations of Mind”, de Fernanda Dreger, de Balneário Camboriú, SC
“Criações da Mente” pretende levar ao expectador cores, formas e sensações, através de um grupo de imagens. A falta de um título específico para cada obra, se dá ao fato de que a autora pretende que cada olhar seja interpretado de uma forma diferente, com uma sensação individual de cada observador. Para que cada olhar tenha o seu sentimento próprio. Que cada um possa sentir livremente, sem rótulos.
***a exposição ficará disponível até 15 de novembro

obra de Fernanda Dreger

– 16/11 – segunda – 20h
Mostra de Curtas Metragens Catarinenses
Uma seleção de filmes em curta metragem, selecionados através de edital, que tem em comum ter sido produzidos por artistas catarinenses. Integram a mostra “Licença Poética” e “Anas” de Ilaine Melo (Joinville, SC), O Travesseiro de Penas de Jefferson Bittencourt (Florianópolis, SC) e “Cuida de Mim” de Liziane Bortolatto.
*** após a exibição, os filmes ficarão disponíveis por uma semana para visualização.

– 27 e 28/11 – sexta e sábado – 20h
Performance de Teatro
“Homens Pink” com a Cia. La Vaca, de Florianópolis, SC
Tendo como disparador a tomada de consciência do artista Renato Turnes sobre a passagem do tempo e de como ela infringe gradual e compulsoriamente certa invisibilização aos homens gays, Homens Pink é criado a partir das memórias de nove homens gays idosos. Ao
abordar envelhecimento e sexualidade, Homens Pink procura mostrar a relação com o tempo através do olhar destes homens.
“Sinto que existe na própria comunidade certa ausência de reverência, de memória e de respeito em relação a quem veio antes e abriu os caminhos para o pensamento identitário”, afirma Turnes.

Renato Turnes em cena
Programação completa do projeto Ocupação Itajaí Criativa 2020, produzido pela Téspis Cia. de Teatro e patrocinado pela Prefeitura de Itajaí, Fundação Cultural de Itajaí através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, com renúncia fiscal da APM Terminals e apoio da Procave Empreendimentos.